'NINGU

A quebra do sigilo telefônico de todos os envolvidos no crime de compra e venda de votos no Piauí antes e durante a eleição deste ano, será uma das principais provas a ser utilizada pelo Ministério Público Federal para identificar os corruptos que aturam no pleito. A informação é do Procurador Eleitoral do Estado, Kelston Lages Pinheiro.Sem citar partidos ou pessoas, Lages informou nesta 3ª feira, que 35 pessoas foram presas com dinheiro antes e durante a eleição e que, isso se constitui em crime eleitoral.... Continue lendo

Comentários