Corregedoria da PM investiga fatos anteriores a suicídio de soldado

Corregedoria da PM investiga fatos anteriores a suicídio de soldado

O soldado do 9º Batalhão, Raniel Araújo de Moraes, 30 anos, tirou a própria vida no último sábado (4), com um tiro na cabeça, na casa da irmã, no bairro Promorar, zona Sul de Teresina. A situação que antecede o suicídio é bastante conturbada. Um vídeo que está sendo compartilhado nas redes sociais de aparelhos celulares mostra uma confusão em frente à casa da irmã de Raniel, envolvendo um outro policial militar da Companhia do Promorar, identificado como Charles. Para a família de Raniel, ele seria o culpado da pressão sofrida por Raniel, que acabou levando-o a tirar a própria vida. O militar tinha 10 anos de polícia e não possuía nenhum registro de... Continue lendo

Comentários